domingo, 10 de setembro de 2017

6 dicas de como abrir uma loja virtual com pouco dinheiro

By With Nenhum comentário:
O comércio eletrônico está tornando-se uma das grandes fontes de renda de muitos proprietários de lojas virtuais e influenciando ainda mais novos investidores e interessados à iniciarem seus próprios e-commerces.

Para os empresários que ainda não possuem muito capital, saiba como abrir uma loja virtual com pouco dinheiro para investir e iniciar seu próprio negócio na internet com uma verba baixa de início.

1 - Defina o valor de investimento: Pouco dinheiro para investimento é muito relativo, necessitando saber especificamente qual a quantia que o investidor está disposto a inserir em seu novo negócio para conseguir planejar-se e trabalhar com o capital apresentado.

2 - Escolha o mercado: Ao optar pelo produto que deseja comercializar em seu e-commerce, consequentemente será necessário também pesquisar sobre o público-alvo, assim você saberá quem são seus potenciais compradores, o poder aquisitivo dos mesmos e até qual a abrangência de possibilidade de vendas que será possível atingir com aquele determinado nicho.

3 - Divida o dinheiro conforme suas necessidades: Ao abrir uma loja virtual, será necessário comprar os produtos que serão disponibilizados em estoque, adquirir uma plataforma de comércio eletrônico para inserir os itens e trabalhar com a publicidade da loja, assim deve-se separar o montante que possui para investimento dentro destas três vertentes para planejar-se idealmente.

4 - Marketplaces: Os marketplaces são ótimas fontes de renda para os empreendedores que possuem baixo valor de investimento inicial, afinal, por meio destes revendedores, é possível pagar uma taxa sobre cada venda efetuada e, caso não haja alguma, não haverá quaisquer custos, sempre trabalhando em cima de porcentagens para a empresa cedente do espaço, assim como ocorre com o Mercado Livre, um dos mais populares e acessíveis para novos entrantes.

5 - Hospedagens gratuitas: Algumas empresas oferecem um layout de e-commerce gratuito para os iniciantes que desejam inserir um número limitado de produtos e minimizar as personalizações possíveis, porém ainda torna-se uma opção para estar presente na internet, sem a necessidade de pagar a plataforma.

6 - Invista em publicidade: Nenhum negócio possui grande fluxo de vendas sem ser anunciado, assim é necessário investir em publicidade que lhe dê retorno em conversões, normalmente usufruindo das redes sociais e grandes buscadores para conquistar a visibilidade desejada e atrair clientes.

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

5 nichos em Alta para Lojas Virtuais

By With Nenhum comentário:
A criação de uma loja virtual exige muito planejamento em relação à quais os produtos que serão comercializados no e-commerce, necessitando manter o foco em um nicho de atuação para atingir um público-alvo específico e conquistar o sucesso rapidamente com seu próprio negócio.

Conheça alguns nichos de mercado em alta para lojas virtuais e escolha a melhor possibilidade para seu investimento.

Plus Size

O segmento de plus size está crescendo cada vez mais com a valorização de corpos que são considerados fora dos padrões de passarela, dando espaço para homens e mulheres acima do peso, com rostos bonitos, para adentrarem o mercado da moda. E-commerces que desejam apostar em vestuário podem aderir à esta área de atuação para obter rápidos lucros.

Pets

O mercado de pets está crescendo cada vez mais com a paixão dos brasileiros por animais e cultivos de bichos domésticos, principalmente gatos e cachorros, com produtos próprios para seus cuidados. Brinquedos, vestuário, acessórios e produtos de higiene podem ser ótimas opções para comercializar em seu e-commerce voltado para pets.

Marmitas Fitness

O cuidado com o corpo também tem destacado-se dentre os brasileiros que estão envolvidos no cultivo de uma vida mais saudável, procurando adaptar suas refeições às necessidades nutricionais e cultivar corpos esbeltos. Lojas virtuais que disponibilizam marmitas fitness com diversas opções de almoços, jantares e kits (como kit detox, kit emagrecimento, kit para crescimento muscular, dentre outros) são ótimas opções para o sucesso de seu e-commerce.

Alívio de estresse

Vivemos dentro de uma rotina que causa estresse, com diversos compromissos e pessoas cada vez mais ocupadas com seus trabalhos e vidas pessoais, sem tempo de relaxar. Lojas virtuais que promovam produtos ou métodos para alívio de estresse são ideais para suprir as necessidades da população, com diversas opções como kits para massagem, massageadores, vale spa e até mesmo brinquedos que possam relaxar a mente, como o famoso hand spinner.

Cultura geek

Amantes de desenhos animados e produtos nerds ainda estão são consumidores ativos no mercado, permitindo abrir uma loja com acessórios, roupas, capinhas para celular, histórias em quadrinhos e decorações diversas para a casa voltadas para este público-alvo.

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

4 dicas para manter seu e-commerce em tempos de crise

By With Nenhum comentário:
Empresários estão buscando novas soluções para seus comércios para conquistarem novos clientes, fidelizarem os clientes que já possuem e atingirem os objetivos de venda estabelecidos mesmo em tempos de crise, passando pelos obstáculos financeiros que o Brasil apresenta atualmente para manterem seus negócios em funcionamento.

Há algumas dicas para manter seu e-commerce em tempos de crise que podem auxiliar seu comércio à lucrar pela internet sem afetar-se com a retração financeira brasileira atual.

1 - Conecte-se com seu consumidor

Atualmente os consumidores estão valorizando cada vez mais as empresas que conectam-se com os clientes, conhecem seus pensamentos, compartilham idéias e principalmente ouvem suas reclamações e elogios, mantendo uma boa relação de pré e pós-venda. A comunicação com os consumidores não barra-se somente para a conversa em redes sociais e próprio site da empresa, mas também com as atualizações de status de seus pedidos, tempo de entrega informado, e-mail com descontos para engajar à uma nova compra e diversos outros aspectos que permitem manter seus clientes informados e totalmente confortáveis com a interatividade da empresa.

2 - Inove

O momento financeiro do e-commerce não estagna, assim os investimentos dos empreendedores em inovações e experiências novas para os usuários devem ser constantes, afinal o consumidor irá lembrar de sua marca por estes momentos ou sacadas de marketing inusitadas que os atingem. Mantenha-se em destaque em mídias, principalmente pela baixa concorrência apresentada pelo corte de gastos de outras empresas, e sempre apresente ofertas e divulgações que chamem a atenção do seu público.
como manter as vendas do e commerce em tempos de crise

3 - Aposte em nichos

E-commerces com produtos mais específicos e voltados para públicos-alvo mais específicos normalmente apresentam melhor desempenho em momentos de crise, afinal é possível atingir especificamente clientes que realmente possuem interesse nos produtos ofertados, além de tornar um diferencial de sua empresa, promovendo exclusividade para os consumidores e até mesmo minimizando concorrentes diretos.

4 - Otimize com tecnologia

Usar a tecnologia ao seu favor em tempos de crise é uma ótima dica para manter seu e-commerce, sempre atualizando banco de dados, softwares que são utilizados para medição de resultados, plataforma da loja virtual e até mesmo fornecedores para buscar as melhores opções no mercado, visando a melhor opção para obter qualidade e baixo custo.

domingo, 20 de agosto de 2017

Promoções no e-commerce: Quando e como fazer?

By With Nenhum comentário:
Liquidações e promoções em lojas virtuais atraem uma boa parcela de clientes que desejam adquirir produtos com custos mais viáveis e permitem chamar a atenção tanto de consumidores que já necessitavam da funcionalidade de determinada mercadoria, quanto de pessoas que passam a ser seduzidas pela redução dos preços.

Deve-se utilizar as promoções no e-commerce com cuidado para que não prejudiquem o faturamento da empresa. Saiba quando e como fazer liquidações em sua loja virtual.

Quando fazer promoções no e-commerce?


Alto estoque de produtos: Quando há o recebimento de um grande volume de produtos do mesmo modelo que não tem a demanda esperada pelo mercado, é comum que estes fiquem estocados e parados sem o giro necessário, assim as liquidações podem ser ideais quando alguns itens ficarem encalhados.

Mudança de coleção: Principalmente para quem trabalha com vestuário, é muito comum a troca de estações e, consequentemente, a substituição de determinadas peças de roupas para dar lugar às novas coleções. As promoções podem ser ideais para disponibilizar peças da coleção antiga por menor preço e permitir que sua loja virtual esteja sempre atualizada com as tendências.

Datas comemorativas: Para lucrar pela quantidade, o que é estratégia de muitos e-commerces, estes apostam em promoções em datas comemorativas, quando a compra já é certa, basta escolher a empresa de qual será comprado o produto, permitindo destacar-se perante os concorrentes para que a preferência de marca seja de sua loja.
promoções no e-commerce

Como fazer promoções no e-commerce?

Assegure-se de dar um desconto interessante: Principalmente para os clientes que acompanham já seu e-commerce, os mesmos irão perceber quando houver o desconto e este deverá realmente ser atrativo para tornar-se uma promoção, disponibilizando um grande benefício aos consumidores.

Divulgação: Principalmente para promoções relâmpago ou urgência de venda, a divulgação torna-se essencial para chegar até seu público-alvo e permitir que eles reconheçam o benefício do baixo preço, podendo utilizar redes sociais, publicidade, etc.

Defina tempo: Para que uma promoção realmente seja atrativa aos consumidores, a mesma deve ter estabelecido um tempo de início e término para que o preço promocional não torne-se constante, normalmente girando em torno de 1-4 semanas de vantagens para os clientes.

domingo, 2 de abril de 2017

1º encontro do Grupo Blogueiros em Viagem

By With Nenhum comentário:
O grupo Blogueiros em Viagem realizou o 1° Encontro Nacional/Edição 2017 no Arraial D´Ajuda, Bahia entre os dias 24 e 31 de março. Foram sete dias de muita produtividade e diversão onde puderam conhecer lugares espetaculares conhecendo a cultura local e sua diversidade, além de uma incrível troca de conhecimento no Marketing Digital.

Quem são os Blogueiros em Viagem


A primeira “turma” trouxe: Bebel Magalhães (Porto Seguro, Bahia) , Carol Santos (Lauro de Freitas, Bahia), Marilúcia Santos (Alagoinhas, Bahia), Rodrigo Macedo (Rio de Janeiro), Tiago Silva (São Paulo) Vhirna e Victor Melo (Feira de Santana, Bahia) que hoje formam a comissão que vai coordenar os próximos encontros.

Hospedagem dos Blogueiros em Viagem


Os #BlogueirosEmViagem ficaram hospedados no Mox Hostel. Foi uma estadia maravilhosa. Os colaboradores são prestativos e carinhosos com os hospedes, dispostos e prontos para auxiliar em qualquer dúvida que tivermos.

Ainda sobre o Mox Hostel , ele conta com quartos privativos e compartilhados, todos tem banheiro privativo, TV, frigobrar, ar condicionado e uma limpeza excelente. O Hostel oferece aos seus hóspedes café da manhã de cortesia e também fornecem Wi-fi gratuito.

O Hostel esta localizado na Rua Mucugê, a rua mais charmosa do Brasil. Lá você encontra bares, restaurantes e diversas opções para se divertir.

Passeios do Blogueiros em Viagem

Os Blogueiros em Viagem conheceram ainda vários lugares maravilhosos através da parceria com a CVC Viagens e Ar Turismo receptivo que proporcionou momentos inesquecíveis. Entre os lugares destacamos: Trancoso, Santo André (Cabrália), Ilha do Sol, Museu da Epopéia do Descobrimento, Reserva da Jaqueira, Barraca do Gaúcho e Passarela do Álcool.

A AR Turismo foi brilhantemente representada pelo guia Jairo que trouxe informações maravilhosas de todos os lugares visitados, com riqueza de detalhes e muito bom humor, além dos motoristas solícitos e que representam de maneira ímpar a empresa. Os Blogueiros em Viagem agradecem a AR Turismo e a CVC Viagens pelo carinho dispensado e os recomenda, sem dúvida alguma.
Destacamos ainda o atendimento do Porto Taxi (Porto Seguro Receptivo), nas pessoas de João e Vantu,  que atendeu a todos com pontualidade e profissionalismo.

Próximos encontros dos Blogueiros em Viagem


A comissão está engajada em realizar novos encontros por todo o Brasil. A procura já é grande. Em 24 horas da Página do Facebook, os Blogueiros em Viagem receberam mais de 30 mensagens de curiosidade e interesse em participar. A equipe tem se reunido virtualmente e traçado metas formatando o conceito para repetir, em breve, o sucesso da primeira edição. Aguardem!

domingo, 19 de março de 2017

Mox Hostel recebe blogueiros de vários municípios do país

By With Nenhum comentário:
O Mox Hostel vai receber entre os dias 24/03/2017 e 31/03/2017 os Blogueiros em Viagem, o primeiro encontro promovido por este grupo.

Os blogueiros vem de vários Estados do Brasil como São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Bahia.

O objetivo do evento é trocar experiências e informações e promover a atividade de blogueiro, que permite trabalhar de onde quiser apenas com um dispositivo conectado.

O encontro será promovido em Porto Seguro no distrito de Arraial D'Ajuda.

Como apoio do evento, além do Mox Mostel teremos o apoio da CVC e da AR Turismo que irão promover passeios inesquecíveis aos blogueiros para conhecerem as belezas de Porto Seguro.

Estrutura do Mox Hostel
O Mox Hostel conta com quartos individuais, café da manhã de cortesia, quartos individuais e conjunto, cozinha comunitária, churrasqueira para confraternizações, sala de TV, biblioteca, computadores com internet e rede wifi para todos seus hospedes.



Post Patrocinado

domingo, 5 de março de 2017

Mercado livre: Cliente devolveu produto com defeito ou usada, o que fazer?

By With Nenhum comentário:
O Mercado Livre é uma das maiores plataformas de ecommerce do mundo e é o local ideal para pessoas que desejam iniciar no comercio eletrônico.

Como todo o negócio, estamos sujeitos a imprevistos e a problemas que temos que dar uma solução ao cliente.

Neste artigo eu vou falar a respeito sobre o que fazer quando o cliente devolve a mercadoria com defeito ou usada.

Quando enviamos a mercadoria para casa do cliente, temos que ter o maior cuidado possível embalando o produto de forma adequada para que não chegue com defeito ou que tenha algum problema no transporte que faça com que a mercadoria seja entregue com algum dano.

Mesmo tendo todo esse cuidado, em casos que o consumidor deseja devolver a compra dentro de 7 dias a partir da data do recebimento do produto, somos obrigados por lei a acatar esta solicitação, sendo necessário o vendedor pagar o frete do primeiro envio e o de devolução, mas e se o cliente devolver a mercadoria com defeito ou usada?
mercado livre produto com defeito

Mercadoria com defeito


Devolvendo a mercadoria com defeito, você pode solicitar uma intermediação junto ao Mercado Livre e através de evidências como fotos e vídeos, mostrar que a mercadoria foi danificada pelo cliente ou que não foi devolvida da forma que ela foi enviada.

Geralmente numa disputa desta, o ML irá analisar o caso mas não é garantia de que a eles vão dar a disputa ganha para o vendedor.

Mercadoria usada


Se o cliente devolveu a mercadoria usada você tem que aceitar a mercadoria estando dentro do prazo de 7 dias a partir da data do recebimento, mas não vale a pena entrar na Justiça por isso.

Imagine que você vendeu uma Motoserra e o cliente usou e quer devolver, mas você se recusa e entrar na Justiça contra ele, o juiz pode interpretar, por exemplo, que o consumidor tinha que colocar gasolina no equipamento para saber se ela funcionava ou não, sendo assim, você poderia perder a causa e ainda pagar uma indenização por danos morais ao cliente.

Outro gasto que você vai ter é com advogados, se o consumidor for de outro estado, você terá que se deslocar até a cidade dele, ou até mesmo pagar para seu advogado se deslocar até lá, enfim, terá vários gastos e isso no final pode não valer tanto a pena.

O melhor a fazer tanto na mercadoria usada quanto na mercadoria com defeito é tentar revender no Mercado Livre a um preço mais baixo e explicar no anúncio porque ela esta sendo vendida por aquele valor. Detalhe no anúncio se o produto teve algum risco, avaria ou dano e tente recuperar pelo menos parte do dinheiro que você gastou. Isto é melhor do que ficar no prejuízo ou com a mercadoria parada.

Gostou deste artigo? Deixe seu comentário!


Dúvidas