x

domingo, 24 de março de 2019

Importância das imagens de produtos no comércio eletrônico

By With Nenhum comentário:
Uma imagem pode dizer mais de mil palavras. Esse deve ser o pensamento dos anunciantes em comércios eletrônicos que desejam atrair o público e realizar vendas em lojas online, priorizando a estética das mercadorias que são ofertadas e a qualidade dos arquivos que devem ser inseridos nas plataformas.

A primeira impressão de um cliente será pela imagem do produto, ainda que o mesmo esteja repleto de informações e descrições em questão de funcionalidades e benefícios. Se a foto não for atrativa, o cliente pode nem ao menos chegar a ler os dados que são fornecidos. Tanto por questão de atratividade, até mesmo pelo fator de segurança, desejando fotos claras e de qualidade para ressaltar a procedência confiável.

Confira, abaixo, alguns pontos sobre a importância das imagens de produtos no comércio eletrônico.

1. Fotos oferecem informação imediata


Usuários são visuais. O primeiro argumento que é traçado na mente de um internauta será sobre a imagem que o mesmo visualizar e que pode oferecer muitas mais informações do que um texto escrito.

2. Imagens auxiliam na digitalização


Poucos clientes efetivamente leem os textos que são inseridos nos comércios eletrônicos. De acordo com pesquisas realizadas, 16% dos consumidores apenas leem cada uma das palavras, outros 79% somente colhem as principais palavras e observam os itens destacados.

Por meio de imagens, é possível mostrar o que uma loja virtual têm a oferecer sem a necessidade de um texto ou até mesmo que chame a atenção do usuário para que leia a descrição do produto.
Foto reprodução: lojaonlineconsultoria.com.br

3. Fotos podem ser compartilhadas


O compartilhamento de informações em redes sociais têm tornado-se cada vez mais constante. Fotos de produtos correm constantemente por essas mídias, tanto para pedir opiniões, quanto para compartilhar suas próprias experiências, o que poderá proporcionar maior visibilidade de sua marca e de seu produto específico.

Esse compartilhamento é raramente feito em caso de textos e descrições de produtos em comércios eletrônicos. Por meio de fotos, é possível obter publicidade gratuita para a loja virtual.

4. Imagens podem ser indexadas em SEO


O processo de otimização de imagens também pode ocorrer em um e-commerce, com algumas diretrizes que possibilitam e facilitam sua indexação em sites de busca, elevando a relevância de seu site para SEO.

A inserção de nomes de arquivos específicos e que facilitem a pesquisa, além de textos complementares como descrições, podem ser ótimas opções para as lojas que estão buscando um maior ranking em buscadores.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Visa lança sistema que pode substituir boleto em comércio eletrônico

By With Nenhum comentário:
O pagamento por boleto é uma das possibilidades disponibilizadas por diversos varejistas online. Um dos principais problemas encontrados nessa forma de pagamento, é o esquecimento dos consumidores, vencendo o prazo estipulado pelo documento e fazendo com que esse mercado perca uma receita que já estaria praticamente garantida após compra do cliente.

A Visa, pensando nessa questão, criou um sistema tecnológico que pode auxiliar na segurança do comércio eletrônico, evitando que as aquisições não sejam pagas pelos usuários e até mesmo garantindo que não haja fraudes e boletos que não foram sanados pelos consumidores, contribuindo para o lucro das lojas virtuais.

Foto reprodução: blog.intradebook.com

Detalhes sobre o sistema Visa e mudanças no comércio eletrônico


A tecnologia desenvolvida pela Visa tem como intuito oferecer mais formas de pagamento para os consumidores de e-commerces, assim como a inserção do débito, favorecendo os clientes que desejam pagar na hora e também contribuindo para as empresas, obtendo o dinheiro de uma forma mais imediatista. Por meio dessa implantação, estima-se que a conversão irá subir em 20% das pessoas que compras e efetivam suas aquisições com o pagamento, o que será um grande avanço para os donos de lojas virtuais e para o fluxo econômico brasileiro.

Com a implantação da nova tecnologia Visa para pagamento em comércios eletrônicos, o programa também possibilita oferecer o maior número de dados do cliente para o banco, fazendo com que o e-commerce seja esse intermediário. Hoje em dia, apenas seis tipos de informações são transmitidas entre as duas instituições, sendo as mais relevantes e referentes à compra. Quanto maior o número de informações repassadas, maior será a segurança ao cliente em sua compra pela disponibilização das empresas cedentes de crédito.

Os dados que serão transmitidos do e-commerce para o banco, com o novo sistema Visa, serão mais de 100 campos preenchidos, incluindo dados sobre a mercadoria que está sendo adquirida, informações sobre o acesso do usuário ao site (primeira vez que acessa o site, qual o tipo de dispositivo utilizado para o acesso, dentre outros detalhes), além de dados sobre a recorrência de compra em determinado dispositivo.

Com a concessão de informações, as chances de fraudes e enganos em e-commerces tende a diminuir, tornando o sistema mais seguro para consumidores. Além disso, com o pagamento imediato por meio do débito, esquecer de pagar não será uma possibilidade, contribuindo para ambas as partes.

domingo, 3 de fevereiro de 2019

4 dicas de entrega de mercadorias para e-commerces

By With Nenhum comentário:
A logística para entrega de mercadorias para e-commerces é um dos grandes fatores que pode definir a escolha de um cliente pela loja virtual. Tempo de entrega e valores são os principais fatores que impactam na aquisição ou não de um produto ou serviço.

Confira, abaixo, algumas dicas de entrega de mercadorias para e-commerces para oferecer facilidades para o cliente e para si mesmo(a).

1. Frete pelos Correios


Os serviços ofertados pelos Correios são as principais opções de muitos e-commerces que estão buscando uma forma mais prática e segura para a entrega das mercadorias aos clientes.

É possível realizar um contrato com os Correios para que o e-commerce tenha algumas regalias adicionais ao invés do serviço prestado cotidianamente para pessoas físicas, oferecendo o pagamento do frete por meio de uma fatura, com descontos que são aplicados de acordo com a quantidade de itens que são despachados para envio, pagando mensalmente posteriormente à remessa. Outro benefício é que as lojas virtuais podem ter acesso à um serviço mais rápido para entrega por um preço equivalente ao serviço mais devagar, aproveitando o eSedex por um valor de PAC.

2. Frete por transportadoras


Principalmente para e-commerces que comercializam produtos pesados e grandes, as transportadoras tornam-se as melhores opções de logística, sem dimensões pré-estabelecidas para o envio.

Outro fator é que as transportadoras raramente entram em greve, como acontece com os Correios, evitando que haja atrasos nas encomendas dos clientes.
entrega e-commerce
Foto reprodução: agenciaeplus.com.br

3. Frete por motoboy


A entrega feita por motoboy normalmente é mais cara para o cliente, porém permite que o mesmo receba a mercadoria dentro de algumas horas, dependendo da disponibilidade do profissional. Esse tipo de frete torna-se muito vantajoso caso a empresa esteja próxima ao local de entrega, permitindo estabelecer uma quilometragem máxima, por exemplo, de atendimento ao consumidor para fornecer essa forma de entrega.

4. Retirada na loja


Para evitar que os clientes paguem o frete, sem comprometer suas finanças em desembolsar os valores para que a encomenda seja concluída, uma das opções que podem ser fornecidas é a retirada na loja. Indique quais as unidades ou o endereço que o cliente deverá retirar, informando também um prazo de entrega para que, quando o consumidor chegar até o local, o produto esteja efetivamente pronto.

Toda a transação financeira pode ser feita pelo site, com pagamento em boleto ou cartão de crédito, liberando para o consumidor, após a confirmação dos valores, a mercadoria em loja - preferencialmente com avisos enviados por e-mail para comunicá-lo de todas as etapas.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Aliexpress Standard Shipping: Como Rastrear no site dos Correios?

By With Nenhum comentário:
Fazer compras pela internet tem se tornado cada vez mais comum do que se imagina. A praticidade que é você comprar o produto pelo computador ou celular e receber no conforto de sua casa, faz com que muitos consumidores optem por comprar pelo comércio eletrônico.

Atualmente muitas pessoas compram produtos através de sites internacionais como Aliexpress, TinyDeal, Banggood, Deal Extreme dentre outros. Isto acontece pelos preços tentadores que encontramos.

Hoje vamos falar sobre o Aliexpress. O site é bem conhecido no Brasil e no mundo e é um dos maiores do planeta.

Em meados de 2012 e 2013, os vendedores da plataforma postavam seus produtos utilizando o China Post ou Sigapura Post, dois métodos de envios baratos, onde era oferecido frete grátis e o código de rastreio podia ser usado para rastrear o pedido no site dos correios.
Aliexpress Standard Shipping Como Rastrear no Correios

Com a popularização das importações, o Aliexpress criou seu próprio serviço de despacho, o Aliexpress Standard Shipping.

Experimentei pela primeira vez esse método, pois o frete é mais barato do que utilizando outras formas de envio. Você consegue encontrar produtos com frete grátis, utilizando o Aliexpress Standard Shipping.

O "problema", é que o código de rastreamento que é gerado não é compatível com o dos Correios, pois tem 16 dígitos e o do dos Correios tem 13 dígitos, e daí vem a dúvida: como fazer o rastreamento do Aliexpress Standard Shipping  Isso que iremos ensinar para você hoje!

Aliexpress Standard Shipping: Como Rastrear no Correios?


1 - Para iniciarmos o rastreamento, devemos pegar o código do pedido no site www.aliexpress.com . Você deverá preencher seu login e entrar na sua conta.

2 - Logo após, clique em perfil e uma aba vai se abrir. Clique em Meus pedidos.

Aliexpress Standard Shipping Como Rastrear no site dos Correios
Foto reprodução: https://www.empreendaecommerce.com.br
3 - Na próxima tela, vai aparecer todas as compras efetuadas por você. Na área do pedido comprado, você verá um link onde estará escrito Ver detalhes.

Aliexpress Standard Shipping: Como Rastrear no site dos Correios
4 - Pronto, você vai pegar o código de rastreamento do Aliexpress Standard Shipping. Ele é composto por 16 números. Começa geralmente com a sigla LP.

Aliexpress Standard Shipping Como Rastrear no site dos Correios

AliExpress rastreamento de pedido

1 - Com o código em mãos, você vai acessar o site https://tracking.directlink.com/multipletrack-client2.php(rastreio internacional). A Tracking Direct Link Trace & Track é uma empresa especializada em encontrar soluções para as entregas relacionadas ao e-commerce de todo o mundo.

2 - Aparecerão duas caixas de para preenchimento. Coloque o código de rastreio em Item Number e clique no botão Search.

Aliexpress Standard Shipping Como Rastrear no site dos Correios



3 - O Track & Trace irá te redirecionar para outra página com um novo código de rastreamento, composto por duas letras iniciais, nove números e duas letras finalizando.

Aliexpress Standard Shipping Como Rastrear no site dos Correios


Como rastrear Aliexpress no site dos Correios?


Agora que temos o novo código, para rastrear no site dos correios é muito simples. Acesse https://www2.correios.com.br/sistemas/rastreamento .

Coloque o código de rastreamento no local indicado na imagem. Se tiver mais código, basta inserir uma vírgula depois do código e clicar no botão BUSCAR!

Aliexpress Standard Shipping Como Rastrear no site dos Correios

Pronto! Verifique onde esta sua encomenda.

Aliexpress Standard Shipping Como Rastrear no site dos Correios

Meu código de rastreamento não apareceu ou não aparece dados no site dos correios

Pode ser que leve algum tempo para que o código seja liberado para consulta. No meu caso, demorou cerca de 12 dias e só foi atualizado quando chegou no Brasil depois de 20 dias, por isso se fez o procedimento que ensinamos e ainda não conseguiu rastrear, aguarde esse período.

Gostou deste artigo? Deixe seu comentário!

domingo, 23 de dezembro de 2018

Cashback: O que é e para o que serve?

By With Nenhum comentário:

Os e-commerces estão reinventando-se e afiliando-se à cada vez mais ferramentas que permitem beneficiar seus usuários e chamar atenção para a própria marca, com diferenciais que destacam-se no mercado e permitem estabelecer uma vantagem competitiva perante seus concorrentes, aspecto bastante importante em qualquer segmento pela grande quantidade de lojas virtuais à disposição dos consumidores.

Dentro do cenário de plataformas e formatos de benefícios para os clientes, o cashback vêm ganhando seu espaço e sendo aplicado à uma série de e-commerces que já tornaram-se adeptos à essa vantagem mútua.

O que é cashback?


O cashback é uma espécie de retorno de uma porcentagem do valor pago ao consumidor. O funcionamento dá-se quando o cliente faz qualquer tipo de compra em uma loja virtual que possui o sistema de cashback, devolvendo uma pequena parte do dinheiro que foi utilizado na aquisição para o usuário como uma forma de recompensa.
Foto reprodução: www.bertholdo.com.br

Há diversas empresas que oferecem esse sistema de benefício, podendo ser integradas à sua loja virtual, assim o sistema de recompensas não necessariamente precisa ser próprio da empresa, o que oferece ainda mais facilidade e menos preocupação às lojas virtuais que optarem por esse benefício.

Como funciona o cashback?


O funcionamento do cashback pode ser pouco variado de acordo com a empresa que o oferece, porém, em suma, deve-se ativar o sistema - que pode ser um plug in ou pode ser ofertado na própria página de pagamento do e-commerce por meio de um QR code, por exemplo - para que a ferramenta identifique o site parceiro de compras.

Ao realizar a compra normalmente, a ferramenta de cashback, logo em seguida, enviará um e-mail diretamente ao usuário sobre a confirmação, como uma notificação, para que o mesmo aguarde o dinheiro ser confirmado em sua conta, o que pode demorar alguns meses de acordo com a empresa contratada.

Algumas plataformas de cashback também estão disponíveis em forma de aplicativo, ligando-o, escaneando o pagamento e efetuando-o, também com o tempo de espera de alguns meses para que o processo seja confirmado e efetivado.

Para resgatar os valores que foram poupados nas compras, deve-se cadastrar uma conta corrente para o recebimento, além de que algumas plataformas podem estabelecer um valor mínimo para permitir o resgate, verificando individualmente com cada plataforma no momento do cadastro efetuado pelo usuário.

sábado, 22 de dezembro de 2018

5 dicas de vendas para o fim de ano

By With Nenhum comentário:
Dicas de venda - Lojas virtuais estão preparando-se e já iniciando as vendas de final do ano, com elevação de consumo por conta principalmente das compras de Natal, tornando-se uma das melhores épocas para lucrar e utilizar recursos que podem auxiliar ainda mais na movimentação de seu e-commerce.

Confira, abaixo, algumas 5 dicas de vendas para o final do ano em sua loja virtual.

1. Marketing de influência


Os chamados "influencers" têm tornado-se cada vez mais ouvidos por seu público, sendo pessoas influentes dentro de um determinado segmento que tornam-se populares nas mídias sociais por algum motivo e permitem representar marcas, anunciando produtos, testando e contando para seus seguidores, dentre outros.

Já existem plataformas que permitem indicar quais os melhores influencers para cada mercado e até mesmo auxiliar na medição de resultados das campanhas, assim como o Awin.
dicas de vendas para o fim de ano

2. Cupom de desconto


Os cupons já são muito utilizados durante todo o ano para atrair e elevar o ticket médio de um cliente, sendo bastante úteis para e-commerces nesse final de ano, tornando-se um material também para a divulgação da loja, além de efetivar maior número de vendas.


3. Conteúdo


Conteúdos criados sobre os produtos de seu e-commerce, com características, detalhes, usabilidade e outros detalhes pertinentes aos consumidores podem ser ótimas formas de atingir seu público-alvo e criar o interesse de possíveis consumidores, além de divulgar sua marca. Tais conteúdos podem ser em diferentes mídias, assim como banners, textos, vídeos, dentre outros, inseridos no próprio site da empresa, redes sociais ou até mesmo em ferramentas de publicidade online e comparadores de preços.

4. Recuperação de abandono de carrinho


Com o cadastramento de clientes na plataforma de e-commerce, é possível obter dados valiosos sobre seus comportamentos dentro da loja virtual, principalmente em relação ao abandono de carrinho.

Com ferramentas diversas, é possível acompanhar a trajetória de um usuário que acessa o site, preenche os dados, insere itens no carrinho e acaba por não comprá-los, impactando-os novamente tanto um remarketing, quanto por e-mail marketing, fazendo com que o cliente lembre-se de sua marca e possa reconsiderar a compra, até mesmo oferecendo um benefício adicional para tais pessoas, como um cupom de desconto, por exemplo.


5. Uso de redes sociais


As redes sociais são as melhores formas, e mais baratas, de atingir um cliente, criando conteúdo interessante para que as páginas de seu e-commerce sejam seguidas pelo público-alvo, tornando-se um canal de comunicação rápido entre loja e usuário.

Gostou deste artigo? Deixe seu comentário!

domingo, 12 de agosto de 2018

Mercado Livre fecha parceria com Saraiva para entrega de produtos em lojas físicas

By With Nenhum comentário:
O Mercado Livre fechou parceria com a Loja Saraiva para retirada de produtos em suas lojas físicas.

Inicialmente, a opção de retirada esta sendo oferecidas apenas as lojas que já estão integradas ao site do marketplace do Mercado Livre.

De acordo com Julia Rueff, gerente de Marketplace do Mercado Livre no Brasil, todas as lojas que a empresa conversou se mostraram interessadas no projeto. Seis já começaram a testar o serviço e mais 50 lojistas devem entrar nos próximos meses.

A Saraiva foi uma das primeiras a testar o modelo e oferecer retirada do produto em suas lojas, em duas lojas na cidade de São Paulo, no Shopping Eldorado e no Center Norte. Segundo Rueff, a intenção é expandir para demais lojas da rede.

Além da Saraiva, as lojas Meu, Dutra Máquinas, Miami Store, e Falcon, também estão testando o serviço.
mercado livre
Foto reprodução: Mercado Livre
No momento, não há expectativa de expandir o serviço para que vendedores dessas lojas maiores ofereçam produtos na plataforma para retirada em lojas físicas, porém existem conversas inciais para que as retiradas dos produtos aconteçam por "outros métodos".

Fonte: https://exame.abril.com.br/negocios/mercado-livre-fecha-parceria-com-saraiva-para-retirada-em-lojas-fisicas/

Dúvidas