x

sábado, 11 de janeiro de 2020

Opencart: Como instalar o script da Loja Virtual na Superdomínios?

By With Nenhum comentário:
Trabalhar em casa é o sonho de muitas pessoas. Hoje em dia, com a chegada da internet, muitos indivíduos podem trabalhar a distância com várias formas de ganhos. Uma dessas formas é através de vendas.

No início, todos começam vendendo produtos através de redes sociais, como em grupos do Facebook, ou através do Instagram ou até mesmo em marketplaces como Mercado Livre e Enjoei. O fato é que ter sua própria loja virtual é ideal, onde você faz suas próprias regras, tem mais liberdade para vender o produto que quiser, configura diversos meios de pagamentos e foge das taxas dos marketplaces.

Se você esta a procura de como montar sua loja virtual, recomendo a Superdomínios. Essa empresa esta online desde 1999 e oferece diversos serviços, inclusive hospedagem de loja virtual. Você encontra ofertas de hospedagem de sites a partir de R$ 9,99/mês. Para conhecer mais, clique aqui e visite a página para conferir as ofertas.
Foto reprodução: https://www.divinosilva.com.br/

Nesse artigo iremos ensinar a como instalar o script da loja virtual Opencart adquirida na Superdomínios. Confira abaixo como fazer:

Primeiro entre na sua conta no site, clique em Serviços > Meus Serviços. Clique no símbolo da "Chave de Fenda", acesse a página de configurações e clique em CPANEL.


Na página, desça a barra de rolagem até o final, e dentro de Softaculous Aps Installer, escolha "E-commerce", conforme indicado em vermelho na imagem abaixo:


Do lado esquerdo, tem uma caixa de busca. Procure por "SD Opencart Português". Ao localizar, clique em cima da opção.


Você será direcionado para essa tela. Clique em "Instalar Agora"


Você será redirecionado para a página de configurações. Preencha conforme abaixo:


Choose Protocol (protocolo) : Selecionar https://

Selecione Domínio : Selecione o domínio onde pretende instalar a loja virtual. Exemplo : superdominios.org

Diretório : O diretório não deverá existir. Exemplo: Se instalar em http://seudominio.com/loja/ coloque apenas loja. Para instalar na raiz do domínio http://seudominio.com  deixe este campo em branco.

Diretório Dados : Deixar como está sdobdata

Nome da Loja: Coloque o nome da loja;

Descrição da Loja: Coloque um breve resumo do que a sua loja vende.

Dono da Loja: Coloque seu nome (Pessoa Física) ou Nome Fantasia (Pessoa Jurídica);

Endereço da loja: Preencha com o endereço da loja, caso deseje.

Em "Conta do Administrador", preencha conforme abaixo:

Usuárío do admin: crie um nome de usuário, que servirá para logar na sua loja virtual. Por padrão, ele vem como "admin", mas é recomendável que você crie outro;

Senha do admin: crie uma senha;

Email do Admin: Coloque um email, que servirá tanto para logar no painel, quanto para recuperar senha, por exemplo;

Nome: Coloque seu nome;

Sobrenome: Coloque seu sobrenome;
Pronto, agora basta clicar no botão

Eaí, gostou desse artigo? Deixe seu comentário!

segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

MEI e a importação de produtos

By With Nenhum comentário:
A importação no Brasil vem crescendo a cada dia e com tanta facilidade adquirida através da tecnologia em geral, não podia ser diferente.

Hoje, vamos falar sobre MEI para Importação. Este assunto tem alguns pontos importantes a serem observados e neste artigo vamos esclarecer alguns deles.

Quando se pensa em importar sendo MEI, é normal surgirem dúvidas, como:

  • MEI pode importar? O que é preciso fazer?
  • Quais condições devem ser observadas pelo MEI na hora de importar?
  • Quais impostos são cobrados?
  • Qual a documentação necessária?
  • Será que vale a pena investir em importação sendo MEI?

Entre outros.

Então, vamos por partes:

1- MEI pode importar? O que é preciso?


O MEI (Microempreendedor Individual) é uma empresa e assim como as demais, tem seus direitos e obrigações, portanto, a resposta é SIM.

Para realizar os procedimentos de importação, o MEI deve procurar uma Delegacia da Polícia Federal para acrescentar a nova modalidade de trabalho (ou objeto social).

Para tanto, deve se habilitar no SISCOMEX (Sistema Integrado de Comércio Exterior) e se registrar no RADAR.

Se o MEI realizar as importações através dos Correios (Importa Fácil) ou de outras empresas como Fedex, por exemplo e o valor for inferior a R$3.000,00, fica dispensado do cadastro.

2 - Quais condições devem ser observadas pelo MEI na hora de importar?


O MEI pode importar através de Comercial Trading ou dos Correios, pelo Importa Fácil, porém, a atividade deve estar devidamente inserida no rol de ocupações permitidas para MEI.

Em caso de dúvidas, se informe no Portal do Empreendedor ou no site da Receita Federal.

Outra condição é que os produtos importados sejam revendidos diretamente para o consumidor final, ou seja, o MEI não pode revender no atacado, limitando-se apenas ao Comércio Varejista.

Conforme previsto na Lei 11.898/2009 e Decreto 6.956/2009 O MEI também pode habilitar-se no Regimento de Tributação Unificada (RTU) e fazer importações de produtos do Paraguai.
MEI e a importação de produtos

3 - Quais impostos são cobrados para a importação?


  • IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte)
  • Imposto de Renda sobre os ganhos de capital (Alienação de bens do Ativo Permanente)
  • IOF (Imposto sobre Operações Financeiras)
  • ITR (Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural)
  • Imposto sobre Importação de Produtos Estrangeiros
  • FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço)
  • INSS (Seguro Social referente ao trabalhador)
  • PIS, COFINS, IPI


4 - Quais são os documentos necessários exigidos para realizar a importação sendo MEI?


  • D.I (Declaração de Importação);
  • L.I (Licença de Importação);
  • Commercial In Voice;
  • Plataforma Comercial in Voice;
  • Packing List;
  • Lista de Produtos, embalagens e peso;

5 - Mas será que vale a pena importar sendo MEI?


Por ser um mercado em ascensão, muitos microempreendedores pensam em inovar ou expandir os seus negócios através da importação.

O ponto mais importante a ser considerado refere-se a própria condição de ser um MEI.

Apesar de ser considerado uma empresa como as demais, que paga seus impostos e presta contas a Receita Federal, o MEI tem restrições com relação ao faturamento anual, que não pode ultrapassar R$81.000,00.

Neste caso, é aconselhável analisar se o MEI está de fato disposto a importar, pois esta decisão implica em várias possíveis mudanças com relação aos negócios e à própria condição de MEI.

Não há valor mínimo para começar a importar, mas o limite de faturamento deve estar em concordância com a lei.

Considerações Finais


Conforme vimos neste artigo, importar sendo MEI não é nenhum “bicho de sete cabeças” e qualquer microempreendedor pode apostar nesta ideia.

O ponto negativo é a limitação que isto representa, pois, toda empresa deseja crescer, não é mesmo? Então é bom estar preparado para as mudanças, sejam elas quais forem.

O fato de investir em importação pode trazer o tão sonhado crescimento e o microempreendedor deve estar preparado para deixar de ser MEI e arcar com todas as consequências que isto acarretará.

Com o crescimento, perde-se algumas das vantagens e adquire-se responsabilidades, que antes não eram atribuídas ao MEI.

Cabe a cada um analisar os fatos e optar pelo que considerar a melhor opção para o seu negócio.

Dicas:


Planeje, estude, escolha com atenção os produtos com os quais quer trabalhar. Faça uma pesquisa, veja se o produto em questão está em alta, pesquise possíveis clientes e... sucesso no seu novo empreendimento!

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

Amazon terá novo centro de distribuição no Nordeste

By With Nenhum comentário:
A Amazon anunciou no último dia 12/12/2019, que terá mais um centro de distribuição no Nordeste. A cidade escolhida foi Cabo de Santo Agostinho (PE). O objetivo é facilitar a logística e a entega dos produtos em cidades da região.

Ainda segundo a empresa, que terá o primeiro centro de distribuição no Nordeste e quarto no Brasil, vai começar suas operações já no primeiro semestre de 2020. Dos municípios que vão ser beneficiados,  destacam-se João Pessoa, Recife, Natal, Maceió e Fortaleza, que receberão entregas em até dois dias.

Estratégia


Como estratégia, a Amazon inaugurou em janeiro um CD na cidade de Cajamar, em São Paulo. Além disso, a empresa investiu em estratégias para fidelização do cliente, como o serviço Prime.

Incentivo do Governo


Desde janeiro, 144 empresas se instalaram em Pernambuco. O Governo passou a oferecer descontos nos resultados das operações. Desse modo, muitas companhias podem operar na região e vender para fora do estado.

Fonte: https://www.ecommercebrasil.com.br/noticias/cd-amazon-no-nordeste/

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

De acordo com Ebit Nielsen, comércio eletrônico faturou R$ 3,2 bilhões na Black Friday

By With Nenhum comentário:
O comércio eletrônico faturou R$ 3,2 bilhões na Black Friday, de acordo com a empresa de monitoramento de dados Ebit Nielsen. O levantamento foi feito de compras fechadas entre os dias 29 e 30 de novembro. O aumento foi de 23,6% em comparação à 2018, quando o faturamento foi de R$ 2,6 bilhões.

Entretanto, o gasto médio por consumidor, caiu de R$ 608 para R$ 602, queda de 1,1%.

Nos dois dias de monitoramento feito pela empresa de pequisa, foram feitos 5,33 milhões de pedidos. Em 2018 foram 4,2 milhões, alta de 25%.

A Ebit percebeu que 55% dos pedidos foram feitos através de celulares, e em 2018, esse número foi de 35%. O faturamento via mobile chegou em R$ 1,7 bilhão, enquanto no ano passado esse valor foi de 830 milhões, aumento de 95%.
Foto reprodução: MaceioShopping

O tíquete médio de compra por esse dispositivo foi de R$ 574, contra R$ 552 do ano passado. Alta de 4%.

Na Black Friday desse ano, 418 mil consumidores fizeram a primeira compra pela internet, 12% a mais que em 2018.

Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2019/12/faturamento-do-comercio-eletronico-com-a-black-friday-foi-de-r-32-bilhoes-em-2019.shtml e https://epocanegocios.globo.com/Empresa/noticia/2019/11/varejo-online-fatura-r-32-bi-na-black-friday-diz-ebit-nielsen.html

sábado, 12 de outubro de 2019

Tráfego Orgânico ou Tráfego Pago? Qual o melhor?

By With Nenhum comentário:
Para quem está iniciando no Comércio Eletrônico, há muitas dúvidas com relação a como realizar vendas e de como trabalhar na internet. Com o marketing digital, se a empresa tem um blog e/ou site, pode atrair potenciais clientes.

Entretanto, não adianta ter um projeto online, se não existe uma estratégia definida, pois existem vários sites concorrentes que produzem conteúdo semelhante e você precisa se destacar entre eles.

Nesse artigo iremos falar sobre o que é melhor: tráfego orgânico ou tráfego pago?Qual o melhor?

Tráfego Pago

No tráfego pago você precisa pagar para que o visitante chegue ao site ou loja virtual de sua empresa. Para isso, existem duas plataformas bem conhecidas para anunciar: o Facebook Ads e o Google Ads (antigo Google Adwords).

Para manter seu tráfego constante, é necessário manter os anúncios ativos sempre. Para alavancar seu projeto, é necessário ter anúncios adequados para cada mídia que for criar anúncios.

Com o investimento em mídia paga, pode impulsionar a divulgação de uma oferta, uma promoção, um artigo etc.

No caso do tráfego pago, o resultado vem de forma imediata, ou seja, você já consegue receber visitantes em sua loja virtual já quando o anúncio estiver rodando.


Tráfego orgânico 

A característica e vantagem do tráfego orgânico é que não envolve custo diretamente. Seu site começa a receber visitas vinda de buscadores como Google, Yahoo Busca ou Bing por exemplo.

Se a palavra chave for digitada no buscador e sua empresa estiver ranqueada, sua loja receberá uma visita de um potencial cliente.

No entanto, você deve procurar sempre ranquear na primeira página, pois as maioria dos usuários clicam apenas nos primeiros resultados da busca.

Apesar de ser um método "gratuito", o empreendedor terá custos para contratar profissionais que gerem conteúdo, custo com blog dentre outros custos para conseguir visitantes.

Conclusão


No tráfego pago você terá resultados imediatos, no que diz respeito as visitas, mas terá custos para manter os anúncios no ar, por isso é importante ficar esperto com o orçamento e se não conseguir, procure ajuda profissional. 

Já no tráfego orgânico, os resultados virão à médio e longo prazo. Mas nada impede de usar as duas estratégias para ter negócio online. 

domingo, 8 de setembro de 2019

Faturamento do ecommerce cresce 10,5% em São Paulo no primeiro trimestre de 2019

By With Nenhum comentário:
As vendas no comercio eletrônico no Estado de São Paulo cresceram 11,7% no segundo trimestre desse ano. O comparativo desse aumento é feito com o mesmo período do ano passado. O faturamento foi de R$ 4,67 bilhões. Nos seis primeiros meses de 2019, o avanço foi de 10,5%.

Segundo a assessoria econômica da FercomercioSP, o desempenho tem se dado melhor do que o varejo físico, mas o Instituto acredita que é preciso aprimorar a infraestrutura dos marketplaces. Uma sugestão com relação aos meios de pagamentos, diminuindo o número de fraudes.

O faturamento do ecommerce na capital atingiu 14,9%, no segundo trimestre desse ano, em comparação ao mesmo período de 2018. O faturamento foi de R$ 1,8 bilhões. Com relação ao trimestre anterior, teve uma alta de 6,5%. A participação do comércio eletrônico no varejo foi de 3,3%. No acumulado do ano, a alta foi de 12,4%.
e-commerce

Fonte: https://www.jornalcontabil.com.br/faturamento-do-comercio-eletronico-paulista-avanca-105-no-primeiro-semestre/ e https://www.mercadoeconsumo.com.br/2019/09/06/faturamento-do-comercio-eletronico-cresce-105-em-sao-paulo/

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Conheça como funciona a Criteo

By With Nenhum comentário:
Diversas ferramentas de marketing digital vêm aparecendo no mercado como formas de investimento e ações de publicidade e divulgação de produtos e serviços para empresas de variados segmentos, assim como a Criteo, uma plataforma que vêm sendo buscada por uma série de empresas que desejam apostar nessa inovação tecnológica.

Como funciona a Criteo?

Basicamente a Criteo é uma plataforma que reúne diversos avanços tecnológicos que possibilitam a amostragem de banners para um usuário específico que seja condizente com seus gostos e interesses, de maneira mais personalizada, configurando algumas recomendações de acordo com comportamentos que são coletados com a navegação desse indivíduo, assim como intenções de compra, produtos que já foram visualizados ou até mesmo que foram adquiridos anteriormente, realizando um link entre o que já foi consumido ou as pretensões anteriores para oferecer novas possibilidades.

Principalmente para e-commerces, a Criteo tem sido uma das melhores opções de ferramentas de marketing digital para conquistar um público mais específico e personalizado, com maior assertividade para impulsionar a realização de uma venda.

Quais são as tecnologias disponíveis na Criteo?

A Criteo reúne alguns princípios que podem auxiliar as empresas investidoras a serem mais assertivas em suas ações de acordo com os objetivos, momento do cliente, dentre outros aspectos.

Criteo One Tag: 

Ferramenta que permite a coleta de dados com base na navegação do usuário na página, verificando suas intenções de compra.

Criteo Conversion Optimized Engine: 

Com base nos dados que foram coletados dos clientes, a Criteo permite gerar recomendações de produtos semelhantes ou que estejam relacionados com os itens visualizados, criando uma relação de consumo para que haja um giro de aquisição.

Feed de dados de produto: A tecnologia permite observar qual o feed de produtos disponíveis ou o catálogo de produtos, reunindo todos os detalhes e características dos itens que serão exibidos nos banners da Criteo.

Anúncios da Criteo:

A tecnologia da Criteo disponibiliza anúncios com recomendações personalizadas de produtos para cada usuário.

Como utilizar a Criteo?

Para que a Criteo possa contribuir com a sua empresa, é necessário possuir um feed de produtos para que seja adicionado à plataforma, assim a mesma poderá reconhecer todos os itens que estão sendo comercializados em seu site.

Toda a implementação é realizada por profissionais qualificados, tornando o processo mais confiável e assertivo, possibilitando tirar quaisquer tipos de dúvidas com os especialistas e encontrar métodos para o acompanhamento da performance e resultados de suas campanhas.

Gostou do nosso artigo?

Aproveite e compartilhe.

Dúvidas