x

domingo, 12 de agosto de 2018

Mercado Livre fecha parceria com Saraiva para entrega de produtos em lojas físicas

By With Nenhum comentário:
O Mercado Livre fechou parceria com a Loja Saraiva para retirada de produtos em suas lojas físicas.

Inicialmente, a opção de retirada esta sendo oferecidas apenas as lojas que já estão integradas ao site do marketplace do Mercado Livre.

De acordo com Julia Rueff, gerente de Marketplace do Mercado Livre no Brasil, todas as lojas que a empresa conversou se mostraram interessadas no projeto. Seis já começaram a testar o serviço e mais 50 lojistas devem entrar nos próximos meses.

A Saraiva foi uma das primeiras a testar o modelo e oferecer retirada do produto em suas lojas, em duas lojas na cidade de São Paulo, no Shopping Eldorado e no Center Norte. Segundo Rueff, a intenção é expandir para demais lojas da rede.

Além da Saraiva, as lojas Meu, Dutra Máquinas, Miami Store, e Falcon, também estão testando o serviço.
mercado livre
Foto reprodução: Mercado Livre
No momento, não há expectativa de expandir o serviço para que vendedores dessas lojas maiores ofereçam produtos na plataforma para retirada em lojas físicas, porém existem conversas inciais para que as retiradas dos produtos aconteçam por "outros métodos".

Fonte: https://exame.abril.com.br/negocios/mercado-livre-fecha-parceria-com-saraiva-para-retirada-em-lojas-fisicas/

domingo, 29 de julho de 2018

4 dicas para como tornar seu e-commerce mais sustentável

By With Nenhum comentário:
O engajamento com o meio ambiente torna-se mais frequente tanto por empresas, quanto pelo próprio consumidor que está em busca constante de novas formas de contribuir para a natureza.

O comportamento de consumo é diretamente afetado, assim as empresas devem adaptar-se aos desejos e necessidades de seus consumidores, com maneiras de tornar seu e-commerce mais sustentável e benéfico ao meio ambiente.

1. Método de entrega dos produtos

A forma de entrega dos produtos é alto que pode afetar diretamente na decisão de compra do consumidor por uma empresa mais sustentável, permitindo substituir as maneiras tradicionais por uma menos poluente, evitando o uso de carros e motos que emitem CO2 que poluem a natureza por conta dos gases emitidos.

Uma opção para substituir o modelo tradicional de entrega é o uso de bicicleta para encaminhar as mercadorias, principalmente em locais mais próximos da empresa, priorizando endereços ao redor em uma única viagem.

2. Escolha embalagens ecológicas

A forma de embalar seus produtos também pode ser uma forma de tornar seu e-commerce mais sustentável, optando por papéis biodegradáveis ou que possam ser reutilizados.

Caso as mercadorias oferecidas pela loja sejam frágeis, é possível optar por formas mais benéficas ao meio ambiente de proteção do produto que os plásticos bolhas, como tradicionalmente são enviados, substituindo-os por jornais, por exemplo.

Outro formato de embalagens ecológicas são aquelas que podem ser utilizadas para outros fins, podendo, por exemplo, criar uma caixa personalizada da loja para o envio dos produtos que pode servir para que o consumidor guarde outras coisas posteriormente, também como item decorativo.

3. Comunique o consumidor de seu e-commerce mais sustentável

A valorização de empresas que disponibilizam produtos e formatos de entrega mais sustentáveis está crescendo cada vez mais, porém para que os clientes saibam dessa causa é necessário comunicá-la, permitindo utilizar as redes sociais e diferentes outros meios de comunicação que engajem seus consumidores na nova visão adotada pela marca.

Conteúdos e informações sobre um e-commerce mais sustentável permite atrair novos clientes e impulsionar consumidores já antigos a realizar novas compras na loja virtual e “experimentar” essa nova metodologia de marketing da empresa.

4. Ações sociais

Ser sustentável também está relacionado à envolver-se em ações que impactem um grande volume de pessoas, assim como contribuir com uma causa carente mensalmente, doar parte dos valores arrecadados nos produtos para alguma instituição ou até mesmo realizar uma ação específica para impulsionar vendas que será revertida em contribuição para uma organização, preferencialmente optando por instituições diretamente ligadas à natureza e meio ambiente.

6 motivos para abrir uma loja virtual

By With Nenhum comentário:
O mundo tecnológico está em evolução constante e as empresas devem acompanhar esse crescimento e ferramentas que são empregadas diariamente, principalmente tratando-se de e-commerces.

Há vários motivos para abrir uma loja virtual, conheça seis principais motivos para apostar em um shopping online.

1. Atendimento 24 Horas

O universo online oferece atendimento sem pausa, assim o cliente poderá ficar mais confortável para realizar suas compras em qualquer momento do dia, permitindo que o e-commerce esteja sempre disponível para atender às suas necessidades e desejos.

Os produtos estarão disponíveis o dia inteiro, permitindo o acesso em qualquer lugar e qualquer hora.

2. Sem fronteiras geográficas

Uma loja virtual disponibiliza diferentes produtos para todos os lugares do mundo, disponibilizando seus itens normalmente para entrega via transportadora ou correios, alcançando muito mais gente em diferentes locais.

3. Comodidade

Comprar um produto e recebê-lo em sua casa oferece toda a comodidade possível para o usuário, evitando que o mesmo enfrente filas ou desconfortos que podem ocorrer em uma loja física.

Ainda há pessoas que buscam lojas virtuais próximos à sua residência ou comércio para viabilizar a possibilidade de retirada no local, ainda usufruindo da comodidade de escolha em uma vitrine virtual.

4. Promoções

Por conta dos baixos custos que uma loja virtual possui com administração e até mesmo com estruturas físicas, como as que exigem valores para mantê-la como um aluguel ou até mesmo impostos que devem ser quitados por comércios, muitos produtos entram em promoção rapidamente em e-commerces.

Pela facilidade na divulgação online, as promoções promovidas em uma loja virtual podem espalhar-se disseminar-se rapidamente nas redes sociais, com diversas possibilidades de impulsionamento e de atingir especificamente um público-alvo segmentado.

5. Competitividade

Os usuários atualmente estão sempre conectados, seja por computador ou celular, assim é necessário estar presente onde seu público também está, além de criar uma forma de competir com concorrentes que apresentam produtos ou serviços no mesmo segmento que seu negócio, criando uma concorrência sadia para que seus itens também sejam mostrados no universo online.

6. Análise dos resultados

A internet lhe fornece uma série de dados para análise de performance e desempenho, disponibilizando aos gerenciadores de e-commerces uma série de medições que podem analisar o funil de vendas, a origem das compras dos usuários, os valores vendidos para captação de receita, dentre diversos outros métodos.

Essas análises são ótimas ferramentas para controle de estoque, para definir objetivos, dentre outras possibilidades.

sábado, 12 de maio de 2018

4 dicas de SEO para aumentar tráfego em sua loja virtual

By With Nenhum comentário:
O SEO é uma técnica bastante popular atualmente que auxilia páginas de diversos tipos a serem melhor posicionadas em buscadores, elevando o ranking e consequentemente com a possibilidade de atrair mais usuários pela alta visibilidade ganha, tornando-se uma estratégia orgânica bastante praticada principalmente por e-commerces de diversos segmentos, com estatísticas de aumento de cliques e compras para marcas que investem nesta estratégia.

Há algumas dicas de SEO para aumentar tráfego para aumentar tráfego na sua loja virtual que podem rapidamente ser usadas e aplicadas para sua loja virtual, adquirindo todos os benefícios e geração de conversões em maior escala pelo melhor posicionamento.
dicas de seo loja virtual

1 - Título dos produtos


Os títulos de e-commerces precisam ser bastante claros e sucintos, permitindo que o usuário rapidamente identifique o produto e modelo que está sendo comercializado, utilizando aproximadamente 70 caracteres para repassar a mensagem aos internautas.
Outra dica para o título dos produtos é pesquisar quais os nomes que são utilizados por outras lojas para a identificação do produto, visando o nome mais popular do item comercializado para que seja mais pesquisado.

2 - Descrição dos produtos


A descrição também é um aspecto de SEO bastante importante para o rankeamento em buscadores, evitando utilizar aquelas que já estão criadas em sites de fornecedores ou por concorrentes.
É essencial que a descrição indique todas as informações, dados e modos de uso que o usuário precisa saber antes de adquirir o produto, exibindo-o e auxiliando a ressaltar o título, sempre tratando do nome do produto e fazendo com que a página torne-se cada vez mais relevante com conteúdos de alto padrão.

3 - URL das páginas

O SEO também deve ser aplicado para URLs de páginas, permitindo que o encontro dos produtos seja feito de maneira mais fácil pelo usuário, sem precisar acessar a home page desta, por exemplo.
É indicado sempre utilizar URLs curtas e que sejam aliadas às palavras tanto do conteúdo, quanto do próprio título do produto.

4 - Fotos dos produtos

As fotos salvas e dispostas no site do e-commerce também interferem em seu posicionamento e bom SEO, sendo levadas em consideração pelos buscadores, sempre preferindo que as imagens sejam originais, preferencialmente retirando de seu próprio produto e evitando consegui-las na internet por fornecedores ou concorrentes.

Páginas com boas fotos tornam-se cada vez mais relevantes, atentando-se ao nome do arquivo que pode auxiliar quando está diretamente relacionada com o título e palavras compatíveis com o conteúdo do site.

Gostou deste artigo? Deixe seu comentário!

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Plataformas de pagamento online: Benefícios e desvantagens

By With Nenhum comentário:
As conhecidas plataformas de pagamento online são ferramentas instaladas para comércios eletrônicos diversos que desejam uma forma já pronta para que seus clientes possam concluir suas compras nestes e-commerces, sendo que algumas empresas destacaram-se neste segmento pela facilidade de uso e condições que são dispostas por seus contratos, assim como o BCash, Pag Seguro, Mercado Pago, Pay Pal, dentre outros.

O intuito dos intermediadores de pagamento é a instalação em um site que não tenha seu próprio modo de conversão de uma compra, sendo o caminho entre o pagamento do consumidor e o recebimento pela empresa.

O uso dos intermediadores de pagamento apresentam uma série de benefícios e desvantagens, podendo reconhecê-las e saber se vale a pena para seu e-commerce o uso desta funcionalidade por terceiros.

Benefícios das plataformas de pagamentos online


Os intermediadores de pagamento apresentam alguns benefícios às empresas e clientes, tornando-se uma das formas mais rápidas para a instalação em seu e-commerce, sem a necessidade de uma série de processos de programação que devem ser feitas pela organização, além de ser compatível com uma série de plataformas no mercado, tornando-se muito viável principalmente para as marcas que estão surgindo recentemente no mercado e não possuem uma equipe técnica muito extensa. Os intermediadores de pagamento estão disponíveis, também, para hospedagens gratuitas, sem a necessidade de uma estrutura muito detalhada para sua instalação.
plataformas de pagamento online

Os usuários que realizam compras online também podem apresentar suas inseguranças e as plataformas de pagamento são as melhores formas de sanar estas desconfianças, tornando-se uma plataforma confiável para a inserção dos métodos de pagamento escolhidos, controlando todos os processos e muitas vezes oferecendo a garantia necessária pelo próprio terceiro quanto ao produto adquirido, o que assegura contra fraudes.

As formas de pagamento disponíveis também são benefícios dos intermediadores de pagamento, afinal a maioria deles oferece uma diversidade de opções para que o usuário conclua sua compra, com bandeiras variadas de cartões de crédito, boleto e diferentes outros modelos de parcelamento que também podem ser feitos conforme o valor da aquisição.

Desvantagens das plataformas de pagamento online


Uma das principais desvantagens dos intermediadores de pagamento são as taxas que são cobradas das empresas que contratarem os serviços, com valores que devem ser cedidos por cada compra efetuada pelo usuário, ganhando uma parcela das vendas.

Pode haver uma demora no recebimento dos valores pelo processamento feito pelos terceiros, o que pode interferir no fluxo e caixa da empresa caso não haja um planejamento para isto.

domingo, 10 de setembro de 2017

6 dicas de como abrir uma loja virtual com pouco dinheiro

By With Nenhum comentário:
O comércio eletrônico está tornando-se uma das grandes fontes de renda de muitos proprietários de lojas virtuais e influenciando ainda mais novos investidores e interessados à iniciarem seus próprios e-commerces.

Para os empresários que ainda não possuem muito capital, saiba como abrir uma loja virtual com pouco dinheiro para investir e iniciar seu próprio negócio na internet com uma verba baixa de início.

1 - Defina o valor de investimento: Pouco dinheiro para investimento é muito relativo, necessitando saber especificamente qual a quantia que o investidor está disposto a inserir em seu novo negócio para conseguir planejar-se e trabalhar com o capital apresentado.

2 - Escolha o mercado: Ao optar pelo produto que deseja comercializar em seu e-commerce, consequentemente será necessário também pesquisar sobre o público-alvo, assim você saberá quem são seus potenciais compradores, o poder aquisitivo dos mesmos e até qual a abrangência de possibilidade de vendas que será possível atingir com aquele determinado nicho.

3 - Divida o dinheiro conforme suas necessidades: Ao abrir uma loja virtual, será necessário comprar os produtos que serão disponibilizados em estoque, adquirir uma plataforma de comércio eletrônico para inserir os itens e trabalhar com a publicidade da loja, assim deve-se separar o montante que possui para investimento dentro destas três vertentes para planejar-se idealmente.

4 - Marketplaces: Os marketplaces são ótimas fontes de renda para os empreendedores que possuem baixo valor de investimento inicial, afinal, por meio destes revendedores, é possível pagar uma taxa sobre cada venda efetuada e, caso não haja alguma, não haverá quaisquer custos, sempre trabalhando em cima de porcentagens para a empresa cedente do espaço, assim como ocorre com o Mercado Livre, um dos mais populares e acessíveis para novos entrantes.

5 - Hospedagens gratuitas: Algumas empresas oferecem um layout de e-commerce gratuito para os iniciantes que desejam inserir um número limitado de produtos e minimizar as personalizações possíveis, porém ainda torna-se uma opção para estar presente na internet, sem a necessidade de pagar a plataforma.

6 - Invista em publicidade: Nenhum negócio possui grande fluxo de vendas sem ser anunciado, assim é necessário investir em publicidade que lhe dê retorno em conversões, normalmente usufruindo das redes sociais e grandes buscadores para conquistar a visibilidade desejada e atrair clientes.

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

5 nichos em Alta para Lojas Virtuais

By With Nenhum comentário:
A criação de uma loja virtual exige muito planejamento em relação à quais os produtos que serão comercializados no e-commerce, necessitando manter o foco em um nicho de atuação para atingir um público-alvo específico e conquistar o sucesso rapidamente com seu próprio negócio.

Conheça alguns nichos de mercado em alta para lojas virtuais e escolha a melhor possibilidade para seu investimento.

Plus Size

O segmento de plus size está crescendo cada vez mais com a valorização de corpos que são considerados fora dos padrões de passarela, dando espaço para homens e mulheres acima do peso, com rostos bonitos, para adentrarem o mercado da moda. E-commerces que desejam apostar em vestuário podem aderir à esta área de atuação para obter rápidos lucros.

Pets

O mercado de pets está crescendo cada vez mais com a paixão dos brasileiros por animais e cultivos de bichos domésticos, principalmente gatos e cachorros, com produtos próprios para seus cuidados. Brinquedos, vestuário, acessórios e produtos de higiene podem ser ótimas opções para comercializar em seu e-commerce voltado para pets.

Marmitas Fitness

O cuidado com o corpo também tem destacado-se dentre os brasileiros que estão envolvidos no cultivo de uma vida mais saudável, procurando adaptar suas refeições às necessidades nutricionais e cultivar corpos esbeltos. Lojas virtuais que disponibilizam marmitas fitness com diversas opções de almoços, jantares e kits (como kit detox, kit emagrecimento, kit para crescimento muscular, dentre outros) são ótimas opções para o sucesso de seu e-commerce.

Alívio de estresse

Vivemos dentro de uma rotina que causa estresse, com diversos compromissos e pessoas cada vez mais ocupadas com seus trabalhos e vidas pessoais, sem tempo de relaxar. Lojas virtuais que promovam produtos ou métodos para alívio de estresse são ideais para suprir as necessidades da população, com diversas opções como kits para massagem, massageadores, vale spa e até mesmo brinquedos que possam relaxar a mente, como o famoso hand spinner.

Cultura geek

Amantes de desenhos animados e produtos nerds ainda estão são consumidores ativos no mercado, permitindo abrir uma loja com acessórios, roupas, capinhas para celular, histórias em quadrinhos e decorações diversas para a casa voltadas para este público-alvo.

Dúvidas