x

sexta-feira, 25 de março de 2022

Luciano Hang e empresários pedem restrição da Shopee , AliExpress e outros marketplaces no Brasil

By
yyy

Luciano Hang e outros empresários levaram ao alto escalão do governo, denúncias contra marketplaces que fazem importação de produtos para pessoas físicas, como é o caso da Shopee, AliExpress, Mercado Livre, Wish e Shein. As informações foram postadas pelo jornal Estadão no dia 23/03/2022.


O documento foi nomeado "Contrabando Digital", e reuniu indícios de que as plataformas estão fazendo operações ilegais através de “cross border” – prática comercial entre agentes de diferentes países.


A apresentação foi assinada pelo Luciano Hang, dono da Havan,  por Alexandre Ostrowiecki, CEO da Multilaser e outros nomes de varejistas que trazem materiais chineses.

Foto reprodução: Pixabay


O assunto chegou até à Procuradoria Geral da República por "concorrência desleal", diz os empresários. A apresentação foi assistida pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da economia Paulo Guedes.


O material obtido pelo Estadão descreve a “construção de engenharia de como burlar a Receita”. O grupo pede que os consumidores sejam cobrados pelo governo no momento da compra, e não quando o produto importado passa pela Receita Federal e entra no Brasil.


Segundo o grupo, as empresa citadas praticam subfaturamento de notas fiscais e fazem a re-etiquetação  na Suécia, fazendo com que sejam taxados apenas 2% das compras.


Os marketplaces citados disseram que se preocupam com a legislação dos países onde operam e se preocupam com contrabando e pirataria.


Fonte: https://economia.ig.com.br/2022-03-23/hang-aliexpress-wish-proibir.html





Entre para o nosso canal no Telegram para acompanhar as vagas postadas Canal Comércio Eletrônico no Telegram

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Dúvidas